em 🌈 🌈 🌈 (orgulho)

por pedroambrosoli

Há dois anos, na mesa de café da manhã, meu pai falou ‘eu já sei de tudo’ quebrando um silêncio de muitos anos que permeava nossa convivência que eu e minha mãe mantínhamos através de muita dor. Desde então, outros mundos se abriram para nós dois, de menos jogos e mais sinceridades. O medo do coronel uniformizado da minha infância se transformou no carinho alimentado nas sutilezas.

1IMG_4158
Respeitando nossas diferenças, pudemos acessar experiências muito sensíveis juntos como nessas duas fotos ( uma que ele tirou de mim e uma que que tirei dele) em que andamos perto do vulcão Pichincha em Quito no Equador, numa caminhada silenciosa em que cada um deixou se levar pela névoa que nos atravessava.

IMG_4413

Em 2016, eu tirei uma foto dessa rocha quando visitamos a região do Alagoas da família do pai dele. Eles migraram para o Rio junto a uma larga população de migrantes nordestinos no século XX em condições muito precárias. Esse passado era velado para mim, por ele considera-lo menor até então.


São tantas as singularidades históricas que cada um carrega que se prender a preconceitos e caixas é desperdício de vida. Dia 10 de junho é aniversário dele e o orgulho é nosso, das manas, monas, migas, migos, migues e todo mundo que se deixa abrir para o mundo e existir. 

Anúncios